Share |

Ciclo de Cinema A Dívida sem Cortes

Nos próximos dias 10 e 11 de Dezembro, a IAC vai apresentar um ciclo de cinema dedicado ao tema da dívida, numa perspectiva internacional. As sessões iniciar-se-ão às 19h, no Cinema São Jorge (Lisboa), e a entrada é livre.

Neste pequeno ciclo de cinema organizado pela IAC Iniciativa Auditoria Cidadã à Dívida Pública procura-se - tal como o seu título o sugere - através do olhar do cinema, dar a conhecer sem censura, sem cortes, sem condicionamentos, o lado mais violento e cínico da organização planetária dominante. A organização económica, social e cultural que é geradora de desigualdade, de pobreza, de destruição ambiental e que, centrada numa pequena oligarquia financeira invisível, é a principal responsável pela crise que alastrou do continente americano à Europa e está a provocar retrocesso social, declínio económico e caos, liquidando o futuro de milhões de seres humanos.

Os filmes e pequenos documentários fazem-no a partir da narrativa sobre factos ocorridos em diferentes latitudes e tempos. Da crise na Argentina em 2001, à crise da Grécia em 2010, através do olhar de vivências muito distintas, perspetivas diferenciadas, que em comum partilham a capacidade de nos permitir identificar e desmontar os mecanismos do poder, de corrupção e exploração, os quais em todo o lado, usando da mesma linguagem da inevitabilidade e do recurso à imposição de receitas falidas, vão deixando a marca da sua voracidade, no confisco de pessoas e bens públicos, no desprezo pelos direitos humanos e na liquidação da própria democracia.

Cinema de urgência, assim se poderia designar este conjunto de obras a que vos convidamos a assistir, por nos revelar que a par da exploração e da miséria que caracterizam os nossos dias há um movimento de esperança, feito da vontade de cidadãos que recusam o conformismo, mulheres e homens que com coragem e dignidade reclamam das instituições transparência, se batem pela justiça e assumem a responsabilidade de moldar o seu futuro, agindo em defesa da justiça, da liberdade e da democracia. Gente, em suma, que acredita que outro mundo é possível.

 

PROGRAMAÇÃO:

10 de Dezembro

MEMORIAL DEL SAQUEO, de Fernando Solanas, 1h54', 2003

11 de Dezembro

A ORDEM CRIMINAL DO MUNDO, de Vicente Romero, 43'36'', 2009

DA SERVIDÃO HUMANA, de Jean-François Brient, 52' 20'',

CHEAP TICKETS, de Konstantinos Iordanou, 10', 2010

 

Evento no Facebook: http://www.facebook.com/events/385179704904407/

 

Cartaz: Pintura de Sofia Areal, Fotografia de J.M, Vasconcellos