Share |

Obrigações do Tesouro

As Obrigações do Tesouro são títulos de dívida de longo prazo, com pagamento de juros anuais e amortização integral no final do prazo do título, a que chamamos prazo de maturidade. Nas obrigações, o juro pago anualmente chama-se cupão.

No caso da dívida pública portuguesa, as obrigações são emitidas com taxas de juro fixas face ao valor nominal do título. As obrigações são emitidas em séries em que todas as obrigações tem a mesma maturidade e a mesma taxa de cupão fixa. Dado o volume de cada série, essa dívida não é colocada no mercado toda de uma vez, optando-se por emissões parciais.

Essas emissões são feitas em leilões em que os compradores apresentam propostas de preço um pouco diferentes do valor nominal. Quanto maior o preço oferecido pelo titulo, melhor para o Estado, porque recebe um montante mais elevado de empréstimo, ao mesmo tempo que mantem fixas as suas obrigações (juros e amortização).

As OT, como são frequentemente designadas, têm sido o principal instrumento de dívida pública nos últimos anos e, no final de 2011, representavam 59% da dívida direta do estado português.