Share |

Solidariedade com o povo Grego, pela liberdade de informação

A Iniciativa para Uma Auditoria Cidadã à Divida (IAC) exprime a sua total solidariedade para com o povo grego, que viu, a pretexto de novas medidas de austeridade, o seu governo proceder ao encerramento do seu serviço público de televisão, a ERT, e ao despedimento dos seus 2.500 trabalhadores.

A IAC considera que uma decisão desta natureza representa um perigo inquietante e sem precedentes na Europa. É um atentado de extrema gravidade contra a liberdade de expressão. Mais, o silenciamento na Grécia de uma voz independente – que só um serviço público está em condições de assegurar - é uma situação intolerável não só para o povo grego, mas para os demais povos europeus.

A austeridade não é, como a IAC tem vindo a afirmar, um problema económico, mas o pretexto despudorado para a imposição de uma agenda politica que está a destruir o património civilizacional que durante décadas foi construído na Europa e no mundo. A austeridade é um risco sério contra a liberdade, os direitos humanos e a democracia que é forçoso travar na Grécia, como em Portugal.