Share |

Solidariedade com o Povo Português em Luta contra a Austeridade

Apelo a uma demonstração/concentração de solidariedade com o povo português, em greve geral a 22 de Março de 2012, assinado por várias organizações.

As medidas impostas pela Troika (UE, BCE, FMI) na Grécia, na Irlanda e em Portugal estão a mergulhar estes países no caos e na miséria. De uma ponta à outra da Europa, estamos todos a naufragar no mesmo barco. De Portugal à Grécia, a democracia deixa de ter sentido quando os Estados e os governos estão ao serviço dos banqueiros.

Em Portugal, o último país a ser colocado sob a tutela da Troika (um ano depois da Grécia, seis meses depois da Irlanda), o salário mínimo é de 485€ brutos e é o mais baixo da Europa; o desemprego atinge 15% da população e 35% dos jovens; 23,2% dos trabalhadores assalariados estão vinculados à entidade patronal por um contrato a prazo ou precário (54,6% na faixa etária dos 15-24 anos). No entanto, os preços têm aumentado de forma exponencial — a gasolina, por exemplo, é mais cara do que em França. Neste momento, 25% da população portuguesa vive abaixo do limiar da pobreza.

As medidas de austeridade impostas pela Troika e pelo governo são tão duras como na Grécia e na Irlanda. Os subsídios e as reformas, já de si miseráveis, diminuíram de forma drástica; são impostos cortes orçamentais na saúde e na educação; doentes de cancro vêem-se obrigados a interromper os tratamentos; dezenas de hospitais encontram-se em ruptura de medicamentos, e cancelam-se cirurgias por falta de compressas. O Ministério da Cultura foi suprimido, os transportes e os meios de comunicação públicos privatizados, e numerosos funcionários públicos viram-se dispensados de um dia para o outro.

A nossa solidariedade é um apoio activo aos povos da Europa em luta contra a austeridade. Os media não nos mostram a realidade social e política de Portugal, do mesmo modo que ocultam a luta do povo grego. Há meses que toda a sociedade portuguesa manifesta a sua indignação; o movimento dos trabalhadores precários é um dos mais fortes da Europa; até mesmo os militares tomaram posição, em várias ocasiões, contra os cortes orçamentais.

O povo português está a ser empurrado pelo próprio governo para uma emigração forçada — o actual primeiro-ministro, Passos Coelho, incitou abertamente os desempregados a emigrar, e, nos últimos meses, têm sido vários os membros do governo exortar os jovens a fazer o mesmo. Em 2011, mais de 120 mil portugueses emigraram — número semelhante ao dos anos 60, em que os portugueses fugiam à guerra colonial e à miséria imposta pela ditadura de Salazar.

A política da Troika e do casal Sarkozy-Merkel está a submeter todos os povos europeus a condições de vida deploráveis. Não nos representam!

A 22 de Março, manifestemos a nossa solidariedade com o povo português, que se encontrará nesse dia em Greve Geral contra a austeridade.

Somos todos portugueses!

Vamos organizar uma greve geral europeia!

 

Subscritores:

MOUVEMENT DU 12 MARS-PARIS (colectivo português) — Movimento 12 Março-Paris

INITIATIVE DES ETUDIANTS ET TRAVAILLEURS GRECS À PARIS — Iniciativa dos Estudantes e Trabalhadores Gregos em Paris

LES MARCHES EUROPÉENNES — As Marchas Europeias

LES INDIGNES — Os Indignados

BLOCO DE ESQUERDA FRANÇA

ATTAC

LA FÉDÉRATION POUR UNE ALTERNATIVE SOCIALE ET ECOLOGIQUE — Federação por uma Alternativa Social e Ecológica

AGIR CONTRE LE CHOMAGE ET LA PRÉCARITÉ — Agir contra o Desemprego e a Precariedade

LES ALTERNATIFS

NPA

FONDATION COPERNIC — Fundação Copérnico

SOLIDAIRES

EUROPE ECOLOGIE – LES VERTS

 

Original: http://www.audit-citoyen.org/?p=2173

 

Tradução: Myriam Zaluar

Revisão: Helena Romão