Share |

Um livro importante

Foi recentemente dado à estampa o livro A Crise do Capitalismo,  5ª edição, de António Avelãs Nunes. O autor é professor catedrático aposentado, foi Director da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.

Recomendo a sua leitura às pessoas que se interessam pelas questões da dívida e pelo trabalho da IAC, pelas razões e conteúdos que indico:

 - A análise e a caracterização do capitalismo actual, do neoliberalismo, da sua crise e das suas formas  são  rigorosas e cuidadosas.

- Aponta o princípio da liberdade de circulação do capital como a pedra angular do mercado único de capital à escala mundial, onde os especuladores se movem como peixe na água. É essa liberdade de circulação que está na base das crises bancárias.

- Evidencia a responsabilidade da banca na crise actual e como o capital financeiro transnacional comanda os mecanismos e o processo de privatização do Estado.

- Quem provocou a crise e agora beneficia com ela? Como parte da dívida privada se transforma em dívida pública?

- O peso da fraude e da evasão fiscal na economia e o papel dos paraísos fiscais.

- Quem abusa e manipula o mercado? Quem exerce actividades criminosas e porque não são julgadas?... Too big to jail.

- Na caracterização das situações o humor é usado com perícia: O Estado Português está em prisão domiciliária com direito a visita periódica da Troika de três em três meses.

- A dívida não poderá ser paga, é indispensável a sua renegociação e reestruturação, há que cortar na dívida e no seu serviço.

- Os empréstimos de 2008 e 2009 foram quase inteirinhos para o desenvolvimento rápido das PPP.

- O autor aponta o relatório preliminar da IAC como um estudo sério, esclarecido e esclarecedor que vale a pena ler.

- Desenvolve o tema da renegociação e reestruturação da dívida, não no sentido de acautelar os interesses da banca com elevada exposição à dívida (como aconteceu no caso grego), mas sim no interesse dos cidadãos do país devedor.

- Volta a citar o relatório da IAC. Estuda a hipótese de saída do euro.

Avelãs Nunes é um académico e um especialista em Direito, o que dá mais peso e importância aos argumentos de natureza jurídica que utiliza na abordagem destes temas do maior interesse para a Iniciativa da Auditoria Cidadã à Dívida Pública.