Share |

Publicações

Dezembro 14, 2012

Declaração sobre a decisão do Eurogrupo de 27 de Novembro

A 27 de Novembro, o Conselho dos Ministros das Finanças da Zona Euro anunciou a sua decisão sobre a dívida pública grega. Esta decisão, mortal para a situação fiscal grega, destrói a vida das pessoas, ao colocar os interesses dos credores muito acima dos interesses dos próprios Gregos. Esta decisão, alegadamente, corta a dívida grega em 40 mil milhões de euros, baixando os juros, aumentando os prazos para pagamento, como ainda providenciando um esquema de recompra da dívida e também de prolongamento das maturidades do empréstimo.

Declaração sobre a decisão do Eurogrupo de 27 de Novembro

Dezembro 12, 2012

Helena Smith | The Guardian | 9 de Dezembro de 2012

Alex Tsipras, dirigente do Syriza, afirma que a única solução viável para a crise da dívida é um «haircut[1] para a Grécia e toda a periferia sul».

Passadas poucas semanas do anúncio do terceiro (em três anos) plano da UE e do FMI para salvar a Grécia da bancarrota, o partido mais popular do país (que representa a oposição radical de esquerda) apelou à realização de uma conferência europeia sobre a dívida. O objectivo é encontrar «finalmente» uma solução para a crise, que, para o Syriza, está longe de estar a ser resolvida.

Helena Smith | The Guardian | 9 de Dezembro de 2012

Alex Tsipras, dirigente do Syriza, afirma que a única solução viável para a crise da dívida é um «haircut[1] para a Grécia e toda a periferia sul».

Dezembro 3, 2012

Rafael Correa chegou ontem à tarde à Universidade Pablo de Olavide, em Sevilha, onde era aguardado por uma multidão de pessoas. Veio explicar como tinha o Equador saído da crise da sua dívida ou, como ele próprio chamou, da «longa noite neoliberal» na qual afundaram o país na década de noventa: a ação conjunta de banqueiros insaciáveis, políticos corruptos e governos cegamente obedientes às medidas desreguladoras do Fundo Monetário Internacional e do Banco Mundial.

Outubro 16, 2012

De acordo com o Livro Verde da Comissão Europeia (COM327/2004), uma PPP pode ser definida como sendo “a forma de cooperação entre as autoridades públicas e as empresas, tendo por objetivo assegurar o financiamento, a construção, a renovação, a gestão ou a manutenção de uma infraestrutura ou a prestação de um serviço”.

Julho 30, 2012

O Conselho das Nações Unidas para os Direitos Humanos «acolheu com agrado» as fortes directrizes em torno da dívida e dos direitos humanos, produzidas nos últimos dois anos por Cephas Lumina, perito da ONU para a dívida e direitos humanos.

Julho 22, 2012

Os Princípios Orientadores em matéria de dívida externa e direitos humanos que Cephas Lumina, perito independente da ONU, levou à sessão do Conselho para os Direitos Humanos em Junho último resultam de décadas de debate na comunidade internacional, que o especialista descreve como «profundamente decisivo».

Julho 17, 2012

O PawerPoint da apresentação de Ricardo Cabral ocorrida a 7 de Julho encontra-se disponível aqui.

Junho 11, 2012

Por acções conjuntas por altura das eleições gregas, e

Por uma grande mobilização Euro-mediterrânica no Outono de 2012!

A resposta à crise financeira e económica é a mesma em toda a parte: cortes na despesa e medidas de austeridade, com o pretexto de reduzir o défice e pagar uma dívida pública que é consequência directa de vinte anos de políticas neoliberais. Os governos, ao serviço da finança e do grande capital europeu, estão, na verdade, a usar esta desculpa para reduzir ainda mais as despesas sociais, diminuir os salários e pensões, privatizar os cuidados de saúde, destruir as conquistas sociais, desregular a legislação laboral e aumentar os impostos à maioria dos cidadãos, enquanto concedem, simultaneamente,  benefícios sociais e fiscais às grandes empresas e às famílias mais ricas.

Por acções conjuntas por altura das eleições gregas, e

Por uma grande mobilização Euro-mediterrânica no Outono de 2012!

Maio 24, 2012

Os «investidores» financeiros já ganharam a taluda à conta da dívida grega, mas esta rapina não é inevitável: estes abutres podem ser enfrentados

Nem todos estão descontentes com a asfixia da economia grega. Na terça-feira, um grupo de «investidores» financeiros ganhou a taluda na economia grega, apenas por serem os jogadores menos escrupulosos do mercado.

Dart Management é um fundo de investimento com sede nas Ilhas Caimão, um território britânico conhecido pelo seu estatuto de paraíso fiscal. O seu modelo de negócios garantiu-lhe o título de «fundo-abutre».

Os «investidores» financeiros já ganharam a taluda à conta da dívida grega, mas esta rapina não é inevitável: estes abutres podem ser enfrentados

Nem todos estão descontentes com a asfixia da economia grega. Na terça-feira, um grupo de «investidores» financeiros ganhou a taluda na economia grega, apenas por serem os jogadores menos escrupulosos do mercado.

Abril 19, 2012

Há uma ideia generalizada, entre os cidadãos, que a culpa da crise é dos erros dos políticos e das despesas públicas. Trata-se de uma ideia claramente identificável com as teses liberais, segundo as quais a despesa pública deve ser muito mais baixa (o que justifica os cortes) e com que o próprio PP acena em cada uma das suas intervenções. Por exemplo, hoje o PP comentou que «por culpa do ex-primeiro-ministro [Zapatero] aumentou o peso da dívida pública em Espanha» e que Sarkozy acertou ao assinalar a despesa pública como sendo responsável pela crise.

Março 20, 2012

Apelo a uma demonstração/concentração de solidariedade com o povo português, em greve geral a 22 de Março de 2012, assinado por várias organizações.

Março 19, 2012

Decorreu há um ano a grande manifestação de 12 de Março 2011 — da Geração à Rasca —, reunindo mais de 500000 pessoas em todo o país para se oporem à deterioração das condições de trabalho e ao desmantelamento dos direitos sociais. Esta manifestação deu origem ao movimento m12m. Passados alguns dias, foi imposto um drástico plano de austeridade associado ao empréstimo da Troika, agravando as condições de vida de uma grande fatia da população.

Fevereiro 27, 2012

Os ministros da zona euro que se encontraram em Bruxelas na noite passada para decidir o futuro da Grécia deviam ter assistido à oportuna conferência da Universidade de Londres sobre aprender lições com a América Latina.

Fevereiro 27, 2012

Num momento em que um em cada dois jovens gregos está desempregado, onde 25 000 sem-abrigo vagueiam pelas ruas de Atenas, onde 30% da população desceu abaixo da linha de pobreza, onde milhares de famílias são forçadas a dar os seus filhos para que estes não morram de fome e frio, onde novos pobres e refugiados disputam o lixo nos aterros sanitários, os “salvadores” da Grécia, sob o pretexto de que os “Gregos” não fazem um “esforço suficiente” impõem um novo plano de ajuda que duplica a dose letal administrada. Um plano que elimina o direito ao trabalho, e que reduz os pobres à miséria extrema, tudo isto fazendo desaparecer do cenário as classes médias.

Fevereiro 15, 2012

Patricia Miranda, Latindadd — Rede Latino-Americana sobre Dívida, Desenvolvimento e Direitos

Nuria Molina, Eurodad — Rede Europeia sobre Dívida e Desenvolvimento

Ler o texto original aqui.

 

Introdução

Fevereiro 15, 2012

Declaração da Campanha por Uma Auditoria da Dívida Grega

12 de Fevereiro de 2012

English Version

 

Novembro 28, 2011

Uma Auditoria da Dívida Pública Irlandesa

Dr Sheila Killian, Dr John Garvey, Frances Shaw
Universidade de Limerick, setembro 2011

 

Novembro 17, 2011

No contexto de mais uma crise financeira, as auditorias à dívida poderiam ser uma forma de contrabalançar o poder da grande finança. Nick Dearden apresenta na Red Pepper um dossier especial.

Novembro 12, 2011

Personalidades mundiais como Tariq Ali, Samir Amin, Lothar Bisky, Robin Blackburn, François Chesnais, Noam Chomsky, Ken Loach, Eric Toussaint, Jean Ziegler e Slavoj Zizek tornaram público este apelo. «O povo grego tem o pleno direito democrático de exigir a mais completa e exaustiva informação sobre a dívida pública», argumentam.

Novembro 12, 2011
Novembro 12, 2011

Nós, representantes de movimentos e ativistas de todo o mundo, reunimo-nos em Atenas para discutir as lições das anteriores crises económicas internacionais, para oferecer a nossa solidariedade ao povos europeus que lutam contra programas de austeridade impostos por governos da União Europeia, e para formular um plano de ação para uma economia que responda às necessidades do povo e não de uma pequena elite social.

Novembro 12, 2011

Num artigo de fundo, intitulado «Auditoria da Dívida Pública: Instrumento para enfrentar a crise Financeira», Maria Lucia Fattorelli, a Coordenadora da Auditoria Cidadã da Dívida - Brasil, dedica um capítulo à situação europeia. 

Novembro 12, 2011

O texto abaixo resume o contexto, as questões, objectivos e meios da iniciativa de auditoria cidadã à dívida pública. As Organizações-membro e em apoio do grupo são signatários.